Olá visitante! Faça o login ou cadastre-se  
Carrinho vazio








Verdade do mundo técnico: ensaios sobre a genealogia da atualidade, A

Friedrich Kittler

560 páginas

ISBN: 9788578661250

As Valquírias de Wagner mesclam-se às distorções da guitarra de Jimi Hendrix. As drogas experimentadas pelos personagens de Thomas Pynchon reverberam nas bombas jogadas sobre a Europa. As consonâncias matemáticas e musicais de Pitágoras dialogam com a máquina universal, o computador, tal como formulado por Alan Turing. Bem-vindos ao universo de Friedrich Kittler, cuja obra desvela mídias a partir de um rigor filosófico articulado a um peculiar "delírio poético". Tal como Nietzsche, Kittler filia-se à tradição da filologia e da estética alemã, mas ousa e inova ao agregar as imposições materiais de uma incontornável realidade técnica e midiática.

Ao combinar linhas teóricas do pós-estruturalismo francês e da escola canadense de mídia, Kittler salienta a passagem de uma cultura do sentido, vinda da centralidade do livro, para outra, performada pelo universo das mídias analógicas, eletrônicas e digitais. Trata-se de uma genealogia baseada na capacidade das mídias armazenarem, transcodificarem e disseminarem informações de forma quase automática.

Se não há software, como Kittler enfatiza num dos seus mais radicais ensaios, tampouco apreende-se uma escritura das mídias sem considerar suas gramáticas tecnológicas, como os algoritmos que permitem aos significantes engendrarem uma cultura de superfície midiática, hoje global e onipresente. A partir desta "verdade do mundo técnico", cada vez mais importante para a compreensão da atualidade, a escrita obtém voz,corpos, órgãos, fios, ondas, imagens e vice-versa,transcodificando-se a cada variação histórica.

Organizado por Hans Ulrich Gumbrecht, que assina um posfácio iluminador sobre a obra de Kittler, este livro apresenta os principais fundamentos da materialidade da comunicação e da arqueologia da mídia. A antologia introduz ao leitor temas caros a Kittler, tais como o impacto das tecnologias da segunda guerra mundial, o retorno à antiguidade grega e mesmo o fascínio com a face técnica e materialista da obra de Heidegger.

Trata-se de uma leitura sedutora, de percursos sinuosos, onde cada ensaio oferece uma saborosa aventura - neles, quando as musas transformam-se em mídia as mídias ainda evocam os cantos das mais remotas, encantadoras e perigosas sereias.

Pablo Gonçalo (UnB)

Friedrich Kittler (1943-2011) foi professor de Estética e História da Mídia na Universidade Humbolt de Berlim. Filósofo de formação, elaborou uma inovadora teoria da mídia, a partir do cruzamento entre arte, literatura, ciência e tecnologia, que teve grande impacto para uma geração de novos pesquisadores e artistas na Alemanha e em outros países. Publicou vários livros, entre eles Aufschreibesysteme 1800/1900 (Fink, 1985), Grammophon Film Typewriter (Brinkmann & Bose, 1986), Musik und Mathematik (Wilhelm Fink Verlag, 2009), Philosophien der Literature (Merve, 2013) e, publicado pela Contraponto, Mídias ópticas (2016).

 R$ 80,00    R$ 60,00
             Apresentação

             Sumário


Compartilhar:

TÍTULOS RELACIONADOS
Benjamin e a obra de arte: técnica, imagem, percepç...

Walter Benjamin, Detlev Schöttker, Mirian Hansen e Susan Buck-Morss

R$ 52,00 R$ 39,00
Show do Eu, O: A intimidade como espetáculo

Paula Sibilia

R$ 72,00 R$ 57,60
Invenção da histeria: Charcot e a iconografia fotog...

Georges Didi-Huberman

R$ 88,00 R$ 61,60
Filme: por uma teoria expandida do cinema

Philippe-Alain Michaud

R$ 58,00 R$ 40,60
Renovação da Antiguidade pagã, A: contribuições ...

Aby Warburg

R$ 210,00 R$ 147,00
Distâncias do cinema, As

Jacques Rancière

R$ 44,00 R$ 30,80




  • Editora Contraponto
  • Avenida Franklin Roosevelt, 23 sala 1405
  • Centro - Rio de Janeiro, RJ - CEP: 20021-120
  • Tel: (21) 2544-0206 / 2215-6148
  • contato@contrapontoeditora.com.br