Olá visitante! Faça o login ou cadastre-se  
Carrinho vazio








A decisão da Segunda Guerra Mundial: Moscou, Stalingrado, Kursk, Berlim

Marechal Georgy Júkov

284 páginas

ISBN: 978-65-5639-007-9

"As graves derrotas militares em 1941 levaram o país à beira do desastre. A capacidade de combate e de controle teve que ser restaurada por meios extremos, com mobilização nacional e intensificação de todos os esforços do Estado e do povo. No verão de 1941, milhões de cidadãos e centenas de fábricas começaram a ser evacuados, sob fogo inimigo, para o Leste do país. [...] Durante um ano e meio, o povo soviético fez algo que parecia impossível, tanto nas linhas de frente quanto na retaguarda. Até hoje é difícil perceber, entender e imaginar os esforços incríveis, a coragem, a incrível dedicação que esta grande conquista exigiu."

Vladimir Putin

* * *

A Segunda Guerra Mundial foi o acontecimento central do século XX. A humanidade esteve à beira do abismo, com a possibilidade de uma completa dominação pela Alemanha nazista e seus aliados, mas a resistência soviética no Leste da Europa e a contraofensiva norte-americana no Pacífico, contra o Japão, reverteram o curso dos acontecimentos. No final do grande conflito, a ordem mundial foi redefinida, com novas potências que disputaram a hegemonia durante 45 anos.

A guerra foi completamente diferente nas duas frentes europeias, não só em intensidade, mas em qualidade. No Ocidente, ela ficou circunscrita a uma luta entre Estados, envolvendo Exércitos profissionais, com um desfecho inicial muito rápido a favor da Alemanha. No Leste, foi uma guerra de extermínio, que ameaçou a existência de um grande país. Nâo foi somente a União Soviética que esteve em risco, mas toda a Rússia, incluindo povo, sociedade e cultura.

Se o projeto de Hitler tivesse vencido, as grandes cidades russas teriam deixado de existir, as terras do Leste teriam sido distribuídas a agricultores-soldados "arianos", e os "eslavos" remanescentes teriam sido expulsos da Europa. Desprovidos de Estado, se tornariam uma espécie de tribo asiática sem destino certo.

Nenhum outro grande povo já estabelecido territorialmente passou por esse tipo de provação no mundo contemporâneo. O povo russo entendeu isso e foi capaz de superar um desafio existencial radical, pagando o preço de 27 milhões de mortos.

Georgy Júkov foi o principal chefe militar soviético. Soldado raso no Exército do czar na Primeira Guerra Mundial, lutou ao lado dos bolcheviques durante a Guerra Civil. Com a formação do Exército Vermelho dos Trabalhadores e Camponeses, passou a sargento e a oficial, para chegar a marechal durante a Grande Guerra. Foi chefe do Estado-Maior e do Quartel-General, situado no topo da hierarquia das Forças Armadas. Comandou pessoalmente as tropas que defenderam Leningrado, Moscou e Stalingrado, as que combateram em Kursk e Smolensk, e as que avançaram em território alemão até o ataque final a Berlim.

Neste livro, Júkov descreve as quatro grandes batalhas decisivas: Moscou, Stalingrado, Kursk e Berlim. Na Apresentação, Cesar Benjamin contextualiza a guerra no Leste. No Anexo, Vladimir Putin recupera os acontecimentos das décadas de 1930 e 1940 para lançar uma séria advertência aos que, hoje, tentam rever a história e recriar as condições de um novo conflito.

Cesar Benjamin
 R$ 78,00    R$ 46,80
             Apresentação

             Sumário


Compartilhar:




  • Editora Contraponto
  • R. Joaquim Silva, 98 - 5o andar
  • Centro - Rio de Janeiro, RJ - CEP: 20241-110
  • Tel: (21) 2544-0206 / 2215-6148
  • contato@contrapontoeditora.com.br