Carregando...
Compartilhar:
Teoria das Relações Internacionais: contribuições marxistas

.
324 páginas
ISBN: 978-65-5639-014-7
Organizadores: Ana Prestes e Diego Pautasso
R$ 66,00  R$ 39,60

O estudo acadêmico das Relações Internacionais, desde suas origens, encontra-se intimamente ligado à narrativa da política de poder vigente no mundo. Há um paradigma "realista" que enfoca as relações de conflito entre os Estados como o fio condutor da vida internacional, em uma perspectiva atemporal. Outro, "liberal", considera uma suposta dimensão sistêmica de cooperação e conexão entre atores como a linha predominante no cenário internacional.

Mas os trabalhos de Marx e Engels, bem como de seus seguidores, ainda que não elaborando uma teoria específica de Relações Internacionais, acrescentaram um terceiro nível de preocupações: sistema econômico mundial, relações de dominação, ruptura e história. Importante observar que o materialismo histórico desenvolveu seus instrumentos analíticos fora da academia, da qual estava excluído.

É necessário destacar que a perspectiva marxista das Relações Internacionais não constitui uma "religião" esquerdista nem um protocolo de ação política instrumental. Sua riqueza é a de um paradigma que muito contribuirá para a compreensão da realidade, inclusive dialogando com as demais correntes. Só assim terá o merecido lugar dentro da academia. E isto é necessário não apenas como contribuição geral ao conhecimento, mas como instrumento para decifrar os vetores e desdobramentos da profunda crise que afeta o mundo desde há alguns anos.

O conhecimento e a análise da realidade empírica sempre será o caminho para o avanço teórico e apoio à emancipação da sociedade. Neste sentido, de parabéns os idealizadores e autores desta obra que traz reflexões teóricas, históricas e estudos de caso específicos, com uma visão desde o Sul.

Paulo Fagundes Visentini
Universidade Federal do Rio Grande do Sul