Olá visitante! Faça o login ou cadastre-se  
Carrinho vazio








Kant, Rawls e o utilitarismo: justiça e bem na filosofia política contemporânea

Antonio Frederico Saturnino Braga

328 páginas

ISBN: 9788578660420

Prêmio ANPOF 2009

Entre as questões mais disputadas da filosofia moral e política contemporânea está a da articulação entre a justiça e o bem. É principalmente em torno dela que se chocam as diversas correntes da filosofia prática, sobretudo aquelas que nutrem a discussão de forma permanente: a ética aristotélica, o utilitarismo e a teoria moral kantiana. Como situá-las no cenário da reflexão ético-política de ontem e de hoje? O que as distingue efetivamente? Quais as consequências de tais distinções? O principal mérito da obra que o leitor tem em mãos reside precisamente no enfrentamento, a um só tempo lúcido e rigoroso, desses problemas de primeira grandeza.


    Tomando como referências fundamentais os pensamentos de Kant e de Rawls, dois dos mais importantes protagonistas envolvidos na querela sobre a relação entre o bem e a justiça e, à primeira vista, situados no mesmo campo de defesa da prioridade da segunda sobre o primeiro, o livro de Antonio Frederico se propõe a questionar certos esquemas interpretativos rigidamente estabelecidos, notadamente o da incompatibilidade da ética utilitarista com o princípio kantiano de universalização. Nesse diapasão, o trabalho representa um rico esclarecimento do debate entre deontologismo e consequencialismo, fincado no ideal imperativo da moralidade que prevalece na modernidade, em oposição à concepção atrativa da ética teleológica clássica.


    Sustenta-se aqui, com vigor, uma perspectiva não rigorista do deontologismo, mediante nova configuração dos elementos-chave do procedimento contratualista que permita, de um lado, superar a tradicional oposição entre as posições deontológica e consequencialista, e, de outro, enquadrar os marcos conceituais dessa disputa na fecunda controvérsia acerca do modo mais razoável de determinar quais consequências e resultados devem ser buscados pelos agentes.


    Se o leitor deixar-se guiar pela paciência do conceito, de que falava Hegel, encontrará as razões que tornam plenamente justificáveis as premiações concedidas ao autor por uma obra de rara profundidade filosófica.


      Luiz Bernardo Leite Araujo

      UERJ/CNPq



Antonio Frederico Saturnino Braga recebeu o prêmio da Associação Nacional de Pós-Graduação em Filosofia em 2009 por ter apresentado a melhor tese de doutorado nessa disciplina no biênio 2006-2007. Ela trata de uma questão central da filosofia moral e política contemporânea: a articulação entre a justiça e o bem. Tendo escolhido dois pensadores fundamentais – Kant e Rawls – como referências, o Autor produziu um texto de rara profundidade filosófica, que propõe novos marcos conceituais para esse debate.

 R$ 52,00    R$ 31,20
             Apresentação

             Sumário


Compartilhar:

TÍTULOS RELACIONADOS
Introdução a Schopenhauer

Adolphe Bossert

R$ 68,00 R$ 40,80
Destino das imagens, O

Jacques Rancière

R$ 44,00 R$ 30,80
Futuro Passado: contribuição à semântica dos temp...

Reinhart Koselleck

R$ 78,00 R$ 70,20
Karl Popper: Textos escolhidos

David Miller (org.)

R$ 84,00 R$ 58,80
Introdução a Confúcio

Richard Wilhelm, Sima Qian e Ku Hung Ming

R$ 36,00 R$ 21,60
Conceito de tecnologia , O, volume 1

Álvaro Vieira Pinto

R$ 88,00 R$ 66,00




  • Editora Contraponto
  • Rua Joaquim Silva, 98 - 5º andar
  • Centro - Rio de Janeiro, RJ - CEP: 20241-110
  • Tel: (21) 2544-0206 / 2215-6148
  • contato@contrapontoeditora.com.br